29.9.15

FIM DO BLOG

Infelizmente, após muito tempo de ausência e inspiração aqui, estou me despedindo do blog.Sempre gostei de escrever e o criei mais para mim do que pra qualquer outra coisa. Mas foi um ciclo que para mim está fechado. Se penso em criar outro? Talvez. Tenho planos de um blog pra intercâmbio . Sei que há muitos blogs desse tipo, mas são poucos os que falam sobre a exótica e incrível África do Sul. 

Um dia talvez nos encontremos!

Me encontrem no instagram: fasuez
Ou no pinterest: https://br.pinterest.com/fasuez/

4.8.13

Brave

Um dia de leão. Um dia de caça , um dia do caçador.Um dia de lebre. Um dia de cão.
Os dias são assim, como a vida na selva. Como a vida nas ruas. Como a vida é de verdade.
Quem nunca enfrentou um leão? Quem nunca matou dois coelhos com uma cajadada só? (expressão)
E quem nunca teve um dia de cão? Que atire a primeira pedra!
Por falar em pedra, outro dia derrubei um leão com uma pedra. Pode acreditar nisso? 
O leão era uma pedra bem grande, que acabou tropeçando no seu próprio encalço. 
O danado caiu feito um patinho(expressão). Foi atravessar a lagoa antes que todo mundo, não ajudou ninguém, jogou redes pelo caminho e acabou se estatelando na sua própria armadilha. 
Aliás, essa coisa de atravessar coisas me deixa um pouco doida. 'Tô' atravessando o maior perrengue (expressão). Quase caio pra trás outro dia. Ninguém me disse que na vida, a gente caia tanto, atravessava tanto. 
Atravessava temores, receios, tristeza e tudo que é de ruim. Bem que a gente podia atravessar correndo, assim, todos esses temores não nos davam tantos tremores.


I would like to be brave.



 Pulem para o 1:45

*Abandonei o blog por 8 meses devido ao TCC da faculdade. Consequentemente, acabei abandonando o blog de outros também. Mas foi por falta de tempo e inspiração.  Eu senti falta de escrever aqui: o blog, desde o início, foi uma forma de escape pra mim. Nunca tive grandes ambições em relação a ele. Mesmo depois de 4 anos, ele continua sendo uma forma de escape, sem grandes ambições.

** Ouçam mais Sara Bareilles. Ela é incrível e uma das minhas favoritas. E o novo álbum dela está encantador. A música "Brave" foi inspiração para o post de hoje.




2.12.12

vamos 'simbora' que a trilha ainda não terminou

O amor é para os fortes. Um amor de mãe, de filho, de vó, de irmão.
A amizade é para os fortes. Só os fortes se entendem. Só os fortes duram.
E eu continuo falando sobre o tempo. Ele é para os fortes também. Só os fortes resistem, só o tempo resiste. A tudo e a todos. Digo então, que a vida é para os fortes, para os fortes que amam, que criam laços, que aguentam as peripécias do tempo. Que não se sentam em cima de um muro e veem a construção andar. São para aqueles que pegam duro no batente ás 7 da manhã. Para aqueles, que ás 23 ainda tentam fazer com o que o tempo rende, pois as tarefas ainda não terminaram. Pois, a luta ainda continua no outro dia, mas que conseguem arranjar um tempo pra tudo. Pra sorrir, pra brigar, pra falar, pra ouvir. A vida é para aqueles que no segundo tempo, vibram ao marcar um ponto. Um ponto na cara da esperança, na cara do gol. Bater na trave no jogo da vida, não é errar. É tentar, tentar e tentar. A linha do gol é grande, mas poucos sabem chutar. Poucos aprenderam desde pequenos, a mirar para tentar acertar. Muitos chutam sem sabem saber pra que lado olhar.