23.1.10

reencontro

Parece real, uma coisa mirabolante, uma rotina nunca fatigante, uma presença constante. Os dois lados, o passado e o presente, deixando o futuro quase ausente. O resumo do querer, da vontade, da ansiedade explícita em cada sonho, em cada pensamento, seja qual for o sentimento.
Parece loucura, uma imprudência, um ato de incompetência. Então insistem em minha resiliência, aquela bem no fundo, que eu plantei, reguei por tanto tempo e logo a afundei, a deixando ali, desamparada e sem uma corda, mas eu sempre posso ir resgatá-la. Bem, o momento dela chegou, está saltitante, á plenos pulmões: Seu tempo se esgotou, venha me buscar, por favor!

2 comentários:

  1. Adorei o texto.

    _

    Oh, querida!
    O Reticencio-me já voltou ao normal, pode ir lá. rs
    Eu mexi no layout, e acabei bloqueando sem querer. ):

    Beijão :*

    ResponderExcluir

Que sua leitura tenha sido agradável! Se quiser se expressar, as portas estão abertas. Comentários respondidos nos blogs de origem.