11.4.10

ao anonimato

Nada se recria, algumas coisas se inventam, eu vejo tudo e nada ao mesmo tempo. Não quero o tudo nem o nada, apenas o intervalo entre a fórmula t e n. São n situações que te levam a crer que o sentimentalismo anda tomando conta de mim. Desculpe, mas disse um 'Eu Te Amo' a uma amiga irmã hoje. Melhor dizendo, não há nada de errado com o sentimentalismo, nem com a frase. Acho que a sensibilidade está muito próxima. Não posso parar com isso agora.
Lembra-se do que nosso querido amigo Esrenko disse? "Nenhum sentimento é extinto, apenas suprimido". Bem, acho que é a palavra para o momento: supressão. Não posso expressá-la totalmente por aqui, mas garanto que você tem muito mais a dizer, é por isso que não paro por aqui, pelo menos... não agora.

Aguardo linhas de respostas e mais uma vez, obrigada por me "ouvir".

pauta para o OUAT

5 comentários:

  1. Adorei seu texto *-*
    Não da mesmo pra dizer tudo o que se sente em palavras, mas mesmo assim não tem porque desistir.

    Boa sorte no OUAT amor :)

    ResponderExcluir
  2. Gostei bastante de tdu o que escreveu!
    Mil Bjos

    ResponderExcluir
  3. Oii!

    Sim, eu voltei á blogosfera. Confira meu novo espaço ;)

    Não dá pra expressar tudo em palavras. Não existem tantas palavras pra demonstrar tudo.

    Um beijo.

    ResponderExcluir

Que sua leitura tenha sido agradável! Se quiser se expressar, as portas estão abertas. Comentários respondidos nos blogs de origem.