6.7.10

sinestesia

Pela janela
Vejo fumaça
Vejo pessoas...


Apreciar o que se tem é dar valor ao que existe. Tudo de mais belo e natural a nossa volta, camuflados ou ignorados pela nossa falta de sensibilidade. Alguns minutos do seu dia lhe mostrarão isso, sei que ele é valioso e ao seu ver, 24 horas não parecem ser suficientes. Mas são sim, suficiente pra você tirar tempo para cada coisa. Tempo para amar, correr, comer, sorrir, pular, dançar, imaginar, falar, ver... Quantas vezes por dia você costuma fazer isso? Difícil resposta não? Mas comece pelo simples e mais belo: as coisas próximas a você. Como isso é possível? Veja o que eu consigo:



Comece pelo mais simples e verá, o mais feio lhe mostrará ser o mais belo. Os pequenos e imperceptíveis detalhes lhe fazendo lembrar de tudo que passou e do que ainda virá. Grandes clichês fazendo seus pés fincarem ali. Frases ditas, movimentos na velocidade da luz. E a música tecendo essa grande teia, sem nós e voltas. Tudo tão límpido que até parece real. Costumo dizer que minha janela é o céu inteiro ao meu alcance.Em um estalar de dedos imagino nosso grande encontro, as primeiras palavras, um largo sorriso em seu rosto, um olhar dizendo o quanto o tempo ajudou, um alívio de que tudo pode dar certo, um conforto da soma de 1+1 . O tempo passa e continuo me vendo ao seu lado, contribuindo para o aprendizado mútuo, da junção do antes, o agora e o depois. E isso assim que abro minha janela, ás 6 da manhã. Dou bom dia ao tempo, ao vento e a você. Bem vindo a força do pensamento. Por enquanto, só posso lhe mostrar. Sente-se e junte-se a mim.





pauta para o bloguendo

Um comentário:

  1. Ficou ótimo... Adorei.

    Aaaaaahhh e a postagem anterior ficou demais de boa... show!

    bjão, linda.. desculpe a demora

    ResponderExcluir

Que sua leitura tenha sido agradável! Se quiser se expressar, as portas estão abertas. Comentários respondidos nos blogs de origem.