6.9.10

anéis de fumaça

Recomeçando os dias com um nublado céu de segunda feira depois de balões coloridos deste céu aberto azul da cor do mar em uma tarde de sexta feira. Esperem, acho que exagerei um pouco. Digo, amo praia, mar, céu aberto, mas não gosto de calor e do sol em meu rosto. Amo o frio, aprecio esse vento no tempo cinzento, mas não gosto de chuva. Acho que estamos assim como ele, confusos, instáveis, sensíveis.
Como nos parecemos! Uma hora estamos assim, outra ali, de vez em quando cá, mas mais pra lá do que pra cá. Nos deixa a mercê dos nossos próprios sentimentos, das lembranças e preocupações. Mas de quem diabos você está falando? Oras, de quem mais: nosso mais querido amigo e companheiro pra todas as horas, que nos deixa mal humorados, sorridentes e que muitas vezes me faz dar aquela gargalhada.
O tempo, the time, el tiempo, como queira. Ele é o único que talvez nunca te abandone e que irá sempre lhe perdoar e te pedir perdão. Mas agora falo do tempo de todas as formas.

- Se aquiete menina, tudo ao seu tempo.
- Espere, preciso consultar o tempo online, preciso saber a quantas andará meu humor amanhã.

2 comentários:

  1. só saberás sobre seu humor amanhã, nunca antes, por mais que seja planejado. beijo

    ResponderExcluir
  2. O tempo é o senhor de nossas vidas. Ele explica, acalma e ensina. =)

    ps: Muito obrigada pela opinião lá no S.A.C. do blog! Beijos =*

    ResponderExcluir

Que sua leitura tenha sido agradável! Se quiser se expressar, as portas estão abertas. Comentários respondidos nos blogs de origem.